Como ensinar hábitos sustentáveis para crianças

Como ensinar hábitos sustentáveis para crianças

Como ensinar hábitos sustentáveis para crianças

O poder de mudar o mundo está em nossas mãos e ensinar hábitos sustentáveis para crianças é também um jeito de fazer a diferença para as próximas gerações.

O termo sustentabilidade é usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades dos seres humanos sem comprometer o futuro das próximas gerações.

Em outras palavras, é a capacidade de nos desenvolvermos econômica e socialmente respeitando a natureza, garantindo o uso racional dos recursos naturais.

Consciência à mesa

O primeiro passo para ensinar hábitos sustentáveis para crianças é evitar o desperdício é não exagerar nas compras.  Ao comprar mais do que se consome, muitos alimentos estragam ou perdem a validade e são descartadas.

Para evitar que isso aconteça, vá ao mercado com uma lista em mãos. Por exemplo, se o seu filho está sendo alfabetizado, aproveite para praticar a escrita, soletrando para ele os itens a serem adquiridos. Os maiores, que já sabem ler bem, podem ser os copilotos do carrinho, riscando da lista os itens encontrados. Eles também conseguem ajudar a verificar a data de validade dos alimentos que estão na despensa, antes de ir às compras.

Reciclagem

Se você ainda não separa os materiais aí na sua casa, já passou da hora de fazê-lo! Mas, antes de selecionar o que pode ser reciclado ou não, é importante reduzir o consumo de embalagens.

Além de optar pela compra de grãos à granel, em vez de levar para casa biscoitos embalados em saquinhos de três unidades cada um, compre um pacote grande e armazene em potes com quantidades menores. Sendo assim, as crianças podem ajudar a preparar o lanche da escola, por exemplo, adquirindo mais consciência sobre o quanto deve ser consumido.

Sobrou. E agora?

Às vezes, mesmo sem exagero, cozinhamos mais do que comemos. Sobra um potinho de carne moída aqui, um ovo cozido ali, três rodelas de tomate, uma concha de feijão. Em vez de jogar, armazene as sobras na geladeira e aproveite-as em novos pratos. Aquele frango que ficou pode incrementar o recheio de tortas; o arroz pode virar bolinho; e verduras e legumes podem ser cozidos com carnes e molhos para dar mais sabor.

Peça ajuda ao seu filho para testar novas receitas com talos e folhas, que são normalmente desprezados. Que tal começar com cascas de frutas, como maçã e abacaxi, que podem ser usadas em chás?

Vegetariano por um dia

“A carne produz uma emissão de gás elevadíssima e consome muitos insumos”, conta Murillo Freire Junior, da Rede Save Food Brasil. Por isso, para ele, é tendência que as pessoas diminuam a ingestão, principalmente das vermelhas.

Um primeiro passo pode ser aderir à campanha Segunda Sem Carne, que está presente em 35 países e propõe um dia na semana apenas sem consumir essa categoria de alimentos. Sendo assim, uma boa chance de investir em outras fontes de proteína, como ovos, feijão e lentilha e de diversificar o cardápio da família.

Deixe seu comentário ↓

Outros Posts

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published