Dicas de brincadeiras para o Dia das Crianças

Dicas de brincadeiras para o Dia das Crianças

Dicas de brincadeiras para o Dia das Crianças

SednVamos tirar o Dia das Crianças para brincadeiras? Brincar é sinônimo de ser criança. Afinal, também é sinônimo de descobrir, inventar, aprender e imaginar. Por isso, os pais não só podem, como devem entrar junto na brincadeira!

Teatro de fantoches

Histórias ajudam a estimular a imaginação e favorecem o mundo lúdico da criança, o que é superimportante. No teatro de fantoches, a criatividade vai comandar o espetáculo. Sendo assim, os adultos podem começar a contar a história. Depois, as posições se invertem e os filhos inventam seus próprios enredos.

Desenho maluco

Separe folhas de papel, canetas coloridas, tintas, pincel e deixe a imaginação tomar conta. Ao final da atividade, vale expor as obras-primas em uma galeria de arte da família. Afinal, desenhar com os filhos e abordar coisas relacionadas ao que eles estão vivendo no momento é muito recomendado.

Mãos na massa

Quem não gosta de brincar de massinha? O melhor dela é que pode ser feita em casa. Você só vai precisar de uma xícara de sal, quatro de farinha de trigo, uma xícara e meia de água, três colheres de sopa de óleo e corantes alimentícios das cores que preferir. Assim, é só misturar tudo e, literalmente, colocar as mãos na massa!

Revirando o baú

Chegou a hora dos pais relembrarem as brincadeiras da época deles. Bolinha de gude, peteca, jogo de varetas, banco imobiliário… Segundo Raquel Luzardo, mãe de Gabriel e fonoaudióloga, as crianças tem muito interesse em saber como os pais eram quando criança. Assim, ao mesmo tempo em que os pais tem a oportunidade de ter uma lembrança gostosa da época de infância, os filhos criarão uma conexão muito forte.

Telefone sem fio

Para essa brincadeira, todo mundo deve ficar em círculo. Sendo assim, o primeiro participante cria uma mensagem e fala no ouvido do próximo. A mensagem vai passando adiante e cada um vai dizendo o que entendeu. A última pessoa será quem vai repetir, em voz alta, o que ouviu. O desafio é descobrir se a mensagem permaneceu a mesma do começo ao fim.

Stop!

No Stop!, a família definirá em conjunto categorias de cores, animais, carros, cidades, entre outras. A partir do que foi escolhido, todos escrevem as categorias em um papel. Escolhida uma letra, todos preenchem a folha, de acordo com as categorias, com palavras que comecem com a letra escolhida. Aquele que acabar primeiro grita “Stop!”.

Fonte: revista Pais e Filhos

Deixe seu comentário ↓

Related Stories

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published