Quarto de gêmeos: do compartilhado para quartos individuais!

Quarto de gêmeos: do compartilhado para quartos individuais!

Quarto de gêmeos: do compartilhado para quartos individuais!

É sempre um desafio planejar quarto de gêmeos.  Os gêmeos podem ser do mesmo sexo ou não, o quarto pode ser compartilhado ou separado, neutro ou temático.  Com a Thais Lauton, editora-chefe da revista Casa e Jardim, não foi diferente!

Thais tem um casal de gêmeos, Theo e Isa, que estão prestes a completar 5 anos.  Quando soube que estava grávida Thais não teve dúvida ao idealizar um quarto compartilhado para seus nenéns.

Mas o tempo foi passando seus nenéns foram crescendo até que o quarto passou a ficar pequeno!

Venha conferir nosso bate-papo com a Thais sobre este processo de mudança, suas inspirações, escolhas e dicas para uma decoração leve.

Para o quartinho da Isa, Thais escolheu as estampas BOSQUE NOITE, JARDIMSONHOS.

Já no quarto do Theo, as estampas escolhidas por Thais foram AVENTURA, MINI TWISTER, TWISTER PRETO.

Como foi esta mudança? O que eles acharam? Porque você tomou esta decisão?

Thais: A decisão para mim não foi fácil porque gosto muito de quarto compartilhado por irmãos.  Quando soube que estava grávida de gêmeos não tive dúvidas em colocá-los no mesmo ambiente. Eu tinha a possibilidade de colocá-los separados, até porque é uma menina e um menino, mas preferi dessa maneira.  O que acontece é que eles estavam super bem dormindo no mesmo quarto, mas uma hora começou a ficar pequeno, tanto pelas roupas, como pelos brinquedos.  A Isa queria muito um quarto só para ela, já o Theo dizia que gostava muito de dormir com a irmã, mas conforme fomos conversando, ele também começou a gostar da ideia e no final não se opôs a mudança.  Agora com o quarto feito, eu percebo que eles adoraram a mudança, porque eles curtem muito mais o ambiente!

Como você fugiu dos temas tradicionais de menino e menina com as crianças?

Thais: Fugir do tema não foi difícil para mim, porque já é uma coisa natural minha, até por trabalhar numa revista de decoração.  Mais do que escolher um tema, eu queria escolher coisas que eles gostavam muito, e que também remetesse ao afeto. O Theo ama muito os animais e acredito que não será passageiro, portanto queria que eles estivessem presentes na decoração do quarto. Para o quarto da Isa escolhi estampas macros, pois elas têm muita personalidade e gosta muito de colorido. Eu também sempre tento ver a reação deles com os assuntos que sugiro.

Onde você busca as suas referências para decoração infantil?

Thais: estou sempre de olho em revistas e marcas internacionais.  Também busco minhas referências em marcas nacionais como MOOUI  e MIMOO, pois estas marcas tem um olhar e gosto muito apurado para o universo infantil. O Pinterest também é excelente, porque serve como termômetro de tendências, pelo que as pessoas estão postando e repostando.

Você considera design importante para as crianças? Quando você introduziu?

Thais: considero o design importante para o mundo!  As pessoas acabam achando que é uma coisa que você tem que consumir apenas na sua casa. A verdade é que design é importante no urbanismo, nas embalagens, para que as pessoas se comuniquem melhor e vivam melhor.

A gente tem a mania de olhar para o design como nichado, não dando importância e o considerando supérfluo.  Mas não é; ele é fundamental para tudo.  Pensamos no design da cidade, por exemplo.  Hoje temos muitos problemas no Brasil por essa não preocupação e não importância dada ao design.

Por essa razão, considero sim importante introduzir o design para a criança desde cedo.  Eu já estava preocupada com design quando eles ainda estavam na minha barriga, na escolha do berço, das roupinhas e outras peças de decoração.

Algum arrependimento no projeto?

Thais: Não, eu não tive nenhum arrependimento nos projetos.  Eu queria moveis que não fossem embutidos. Me alegra muito a possibilidade que a gente tem de mudá-las de lugar. As cores, o contraste do cinza nas paredes com as camas e com a marcenaria branca, eu gosto de tudo!

Mesmo sendo considerada expert em decoração, você encontrou alguma dificuldade ao decorar o quarto das crianças?

Thais: Eu acho que a dificuldade aumenta quando você conhece e explora muito sobre este assunto, e também se depara com muitos projetos. Com tanta informação fica mais difícil definir a partir de tudo o que te agrada e com o que tem mais a ver com você e seus filhos.  A gente cria um senso critico que de certa maneira nos atrapalha. Acabamos pensando se amanha vai surgir algo muito mais legal? Por outro lado isso também é bom, pois faz a gente pensar mais antes de colocar a mão na massa.

3 top dicas para as mães que querem decorar o quarto dos filhos!

Thais: A primeira dica para decorar qualquer espaço, não só para o quarto dos filhos, é olhar muito para o que você já tem.  É incorporar estes objetos na decoração e deixar que eles contem a sua história. Repagine peças existentes, atualmente sem função, para um novo projeto.

A segunda dica é prestar atenção nas cores! Apostar em um quarto mais colorido, vivo, com mistura de cores que de alguma maneira fale com o estilo da criança.  É importante levar em consideração as cores favoritas do seu filho e criar uma paleta de cores divertidas e animadas.

Por fim, a última dica. Não se prender ao momento que a criança está, mas sim tentar fazer um quarto que dure por muitos anos, não só pela economia, mas também pela sustentabilidade. É importante que a decoração faça sentido para a criança em outros momentos da vida, e evitar o imobiliário embutido, porque te restringe e também porque enjoa.  Quando você tem moveis soltos você pode mudá-los sempre de lugar!

Deixe seu comentário ↓

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published